Breve História da Inovação

     

        Schumpeter é autor de referência, quando se fala em inovação. Para ele a inovação nas empresas incluía a introdução de novos produtos e serviços, a introdução de novos processos de produção, a abertura de novos mercados, a abertura de novas fontes de suprimentos ou uma reorganização de uma indústria.

        A partir dos anos 70, ganhou destaque a preocupação com a inovação relacionada à introdução de novas tecnologias.Em 1974, que a inovação industrial decorre do encontro entre possibilidades técnicas e oportunidades de mercado.Com o reconhecimento do papel fundamental desempenhado pela inovação na concorrência ganhou destaque a ideia de gerir o processo de inovação na empresa.

A prática não é nova, contudo, a ideia da gestão sistemática da inovação nas empresas começa a crescer como tema da literatura acadêmica após a segunda guerra mundial e, desde os anos 70, vem crescendo também em importância.Assim, a gestão da tecnologia e, mais recentemente, a gestão da inovação, tornaram-se temas de relevo na literatura acadêmica de administração, cujos centros de difusão são as grandes universidades dos EUA e Europa, naturalmente focadas nos problemas de gestão das grandes empresas internacionais com sede aí (Clark & Wheelwright, 1993).

A forte ênfase em casos dos países desenvolvidos, nas novas tecnologias de ponta e nos problemas das grandes corporações internacionais no mercado mundial, talvez tenha levado a literatura de gestão da inovação a concentrar-se na inovação tecnológica voltada aos grupos sociais afluentes dos países desenvolvidos. Frequentemente confunde-se inovação e processos de inovação com melhoria contínua e processos relacionados a esse tema.  Para que uma inovação seja caracterizada como tal, é necessário que seja causado um impacto significativo na estrutura de preços, na participação de mercado, na receita da empresa etc.

                 As melhorias contínuas, normalmente, não são capazes de criar vantagens competitivas de médio e longo prazo, mas de manter a competitividade dos produtos em termos de custo.

***Classificação da inovação

                Tem por objetivo ser incremental, semirradical e radical. Como proposito de ser ocasional ou intencional. Desenvolvida dentro do departamento ou difundir-se dentro da empresa de forma sistêmica. E quando há uso de sistemas, métodos e ferramentas, a inovação pode classificada como empírica ou metodológica. (MATTOS, 2010, pág.15). Alguns conceitos: Inovação é diferente de criatividade, sendo a mesma o processo pelo qual existe a sensibilidade a problemas e lacunas do conhecimento, de forma a desenvolver hipóteses, testá-las e publicar seus resultados. (MATTOS et al, 2010).Oliveira (2011) cita que a inovação é muito mais que invenção. É a necessidade de sucesso ao comercializar a invenção.; De acordo com Carvalho et al (2009) as inovações acontecem dentro dos ambientes organizacionais, em sua grande maioria, devido ao conhecimento do negócio.A Lei nº 10.973, de 02 de dezembro de 2004 define inovação como “a introdução de novidade ou aperfeiçoamento no ambiente produtivo ou social que resulte em novos produtos, processos e serviços”.

Anúncios
por inovacaopb